Seguidores

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Serie Chaos Bleeds #1 ao #9 - Sam Crescent

Entãoooooo.. eu jurei e jurei e jurei que não ia ler essa série agora, porque, primeiro que to lendo 3 series ao mesmo tempo, e segundo e que não ia mesmo kkkk, massssssss azamigas insistiram... Anaaaa leia porque faz mais sentido a serie The Skulls quando voce intercala os livros certinho ( na foto da pra entender bem a ordem em que essa ¨intercalada¨ faz sentido ), da pra entender muitoooo melhor, então, la fui eu e pa, comecei a ler...

A partir de agora vou descobrir as emoções de mais esse Clube de Motoqueiros ( pra quem nunca tinha lido nada do assunto, ler tantos assim foi um bom começo ne rrss)... E aos poucos vou descobrindo que tudo e igual ta gente... Homens brutos, so sexo, sexo e sexo, uma desavença la e uma aqui, mais sexo e sexo e sexo, e no fim as meninas se apaixonam cedo demais, os homens relutam mas tambem caem de amores, e ponto final rrss. Mas ta valendo, pra mim sempre vale !!!


Nesse primeiro livro da série conhecemos a historia de Devil e Lexie, ele o dono do Chaos, e ela a irmã da mulher do filho dele, rrss... simmmm, a confusão foi armada logo de cara, porque Devil descobre sobre o filho ( e la no livro dos Skulls que agora não vou me lembrar qual, Devil pede pra Tiny pedir à um dos seus homens que investigue uma tal de Kayla, e essa tal Kayla é irmã de Lexie, a mulher que deixou Devil doido e de joelhos ). Quando Kaya entregou o pequeno Simon pra Lexie cuidar, ja que ela não tinha a menor condição de fazer isso, ela não imaginou que o homem dos seus sonhos ( pelo menos as vezes ) era o pai do bebe da sua irmã. A principio pelo amor ao sobrinho, Lexie se junta a Devil por Simon, mesmo o homem mais velho deixando ela maluca e seu corpo em chamas, mas aos poucos Lexie reconhece os encantos e cai de amores por ele .. Eu gostei, achei que apesar de tudo ter acontecido muito rapido entre eles, a química dos dois funcionou bem.


No segundo livro da série conhecemos a historia de Ripper e Judi, ele um dos membros da Chaos e ela foi nomeada Princesa do Clube, porque Devil um dia encasquetou que ela era jovem demais para ser prostituta do bairro e depois de dar um belo par de porrada no seu cafetão Rob, tomou-a pra si no sentido da proteção, e a ¨adotou ¨ como filha mesmo. Então isso quer dizer que qualquer membro da Chaos que se aproximar de sua filha e princesa ta com os dias contados. Mas o que nem Devil, nem Ripper, e nem Judi poderiam imaginar era que o motoqueiro mauzão ia cair de amores pela garotinha, que agora ja tem 20 anos, então podeeeee rrss. Nesse livro ate que não tem aqueles B.O.s enormessss como tem no Skulls, na verdade, os Skulls são muito mais problemáticos e vivem arranjando problemas e pedindo ajuda do pessoal da Chaos, então corre lá Devil e sua galera pra ajudar o Tiny. To adorando essas historias da Chaos, e nesse aqui Devil e os meninos falam do acontecido com Prue e Zero do Skulls, então fica tudo bem amarradinho. To achando os casais com bastante química e agora vamos ver o que vem por ai com Curse. Mais um que promete.

No terceiro livro da série conhecemos a historia de Curse e Mia, ele mais um dos membros da Chaos e ela a garçonete amiga de uma das garotas do clube ( Ashley), que vai aparecer no livro do Butch ( na serie The Skulls ). Mia é reservada e arisca, compeltamente diferente da Ashley. Mas Curse cai de amores por ela. E, como Mia tem um grande segredo do seu passado, ela não se envolve com ninguem, não permite que ninguem se aproxime demais dela. Mia trabalha muito para cuidar da mãe doente, e como Curse não aceita não como resposta, ela meio que não teve muita escolha a não ser deixa-lo entrar em sua vida. Sinceramente achei o casal meio sem sal e sem açúcar. Achei que faltou química entre eles. Mas como todoas os livros da série, tem la seu quesinho de desavença com alguem de fora ( aqui é o inimigo maior do Butch laaa do The Skulls ), que aparece pra causar um furor na vida mais pacata da Chaos Bleeds. Agora vem ai a historia de Pussy , que a principio eu achei que fosse fazer par com uma garota, mas que pelo Epilogo desse livro aqui, parece que sua Senhora sera outra. Vamos ver !!!

No quarto livro da série conhecemos a historia de Pussy e Sasha , ele o comedor ( literalmente e em todos os sentidos kkkk ), ela a donzela que foi mau tratada pelo próprio padastro ( que é um canalha de marca maior), e quando Pussy conhece-a, no mesmo instante a toma pra ele, prometendo a ela que nunca mais ninguem fara mau à sua menina. Como Pussy esta triste pela morte de Ashley ( que é contada no livro do Butch, do The Skulls ), ele vê em Sasha um sopro bom pra sua vida,e mostra que toda maldade que ele exala é pura fachada, porque cuida de sua linda Sasha com tanto cuidado, fazendo ela se sentir segura e independente, coisa que seu padrasto nunca fez, Mas Sasha precisa ¨socorrer ¨ sua mãe das garras do padrasto canalha, e faz um acordo com o membro da Chaos, só ficará com ele, se ele salvar sua mãe do marido abusivo e grosseiro. Sasha e Pussy fazem um casal legal, ele bem cuidadoso, ensinando-a a se virar sozinha, a se tornar independente por conta da sua cegueira, onde o seu padrasto fazia exatamente o contrário, deixando-a total e completamente dependente dele. Agora vou pro próximo livo do Skulls porque o epílogo desse livro mostra que vem coisa por ai, punk e pesada pros motoqueiros maus ( mas amorosos com suas old ladies ). 


O quinto livro da série nos trás a historia de Death e Brianna  , ele o sério dos motoqueiros, fechado, não dado a muita conversa, ela é uma das meninas que Devil e sua gangue resgatou do monstro do Gonzalez. Brianna esta dentro do Clube para trabalhar, e só, mas seus dias como arrumadeira e faxineira estão contados, porque Devil quer que ela se torne uma garota do clube ( vulgo puta ta gente, pra dormir com todos os integrantes da Chaos sem compromisso, é isso que ele quer ) ou que ela se una à um dos integrantes do clube. Mas quando a gente descobre que na verdade Devil é inteligente, e só da esse ultimato pra ela porque sabe que ela nunca tomará a decisão de se abrir pra Death, e muito menos Death se abrir para ela, Devil e Lexie meio que ¨chantageiam ¨ os dois para que eles finalmente percebam que os dois tem que ficar juntos, ta nos olhos deles a vontade. Brianna sofreu muito por ter sido uma escrava sexual,e Death com toda paciência do mundo vai deixando ela se soltar, e mostrar seu interesse por ele, em ficar com ele e se tornar sim sua mulher.



No sexto livro da série vamos nos divertir com  Snake e Jessica , ele é o ¨ só diversão ¨ e ela é ¨a trabalhadora¨, mas o que faz Snake correr atras da enfermeira é o NÃO...... simmmm a mina diz não pro motoqueiro e ele endoida. Como ele teve um trelele de uma noite com a amiga dela, ela deixa bem claro pra ele, que nada vai rolar entre eles. Mas como resistir ao insistente motoqueiro, que não sai do pé dela em nenhum momento. E o fato da doce Judi passar por um perrengue com sua gravidez, obriga à todos os membros da Chaos a frequentar assiduamente o hospital onde Jessica trabalha. Muita pegada, muito mim Tarzan e you Jane mas eu adorei... to quase acabando a série e não vejo a hora de finalizar.


O sétimo livro da série nos traz a historia de Dick e Martha , ele é um dos membros mais fechados da Chaos Bleeds, e depois de ter passado um tempo na reabilitação para uso de drogas, não se acha no direito de ter o melhor. So que Martha não lhe sai da cabeça, desde os dias em que esteve internado. Anos depois ele ainda lembra com carinho da irmã de uma das internas que o ajudou muito na fase mais dificil da sua vida. Martha é uma reclusa, vive isolada do mundo depois de muitos acontecimentos ruins. Mas nunca esqueceu o homem que a fazia rir e tornar seus dias mais leves.
Quando Dick finalmente a procura depois de alguns anos, todo aquele amor adormecido vem a tona e os leva a caminho nunca antes explorados, fazendo com que pareça muito mais do que certo, ate perfeito, eles estarem e ficarem juntos. Esse livro não teve muitos acontecimentos, só o final que da sinais de que o próximo livro será um pouco mais movimentado.


O oitavo livro dessa série, Master ,  ( que tambem é o decimo quarto do The Skulls ), vem recheado de acontecimentos, e pra mim poderia parar por aqui, porque apesar de muitos integrantes dos MC´s quererem contar sua historia, esse livro tem um ¨final¨ que valeria sim como um The End bem legal pras duas series. Tem Epilogo pra Chaos e Epílogo pra The Skulls, tem calmaria depois de toda tempestade com Andrew, tem muitooooossss filhos nascendo, casamentos, cerimonias de Natal e Ação de Graças, então tava bom. Gostei bastante desse livro, porque todos eles aparecem, ate os filhos e esposas dos motoqueiros. Gostei do que os dois clubes fizeram com o mala do ¨Mestre ¨, e apesar de ter sofrido por Gash, achei que foi o que precisava acontecer. Agora vou ler esse ultimo porque ja foi lançado, mas como eu disse, por mim a serie poderia ter sido finalizada aqui.


O nono livro da série nos traz a historia de Sinner  e Lola , ele se apaixona por ela assim que a conhece, logo depois que ela é atacada por Andrew ¨morto¨ Master, e ela uma hacker que esta totalmente traumatizada pelo que passou. eles se juntam, mas a pressão pra ela é demais, então ela resolve dar um tempo, e vai embora. Tadinho do Sinner, ele sofre quando a muie vai embora, mas ela se arrepende assim que vira as costas. Não fugindo nada da pegada hot, de palavras de baixo calão mesmo, esse ultimo livro da série publicado ate aqui, não traz nenhuma novidade. Gostei do final, apesar da pequena sofrência que o aparecimento do grupo dos Nômades adiciona... Com certeza mais livros virão por ai.


Compre na Amazon 







sexta-feira, 13 de outubro de 2017

O Principe dos Canalhas - Loretta Chase

Ai que passei a madrugada acordada só pra ler logo o fim da historia desse casal lindo, gora o livro acabou, e eu to triste, querendo muito que a historia deles nunca acabe, e queria voltar la pro começo de novo só pra ler essa historia linda de novo rrss.

Eu li livros de época, daqueles de banca, tipo Bianca, Sabrina, e eu ate curtia, mas fazia tempo que eu não lia nada de época, e as amigas amantes de leitura assim como eu, insistiram pra que eu lesse, e junto com mais algumas meninas do grupo, pegamos esse pra ler, e me encantei, tanto que li em 2 dias. rrss

Quando o livro começa, ja fiquei com tanto ódio daquele pai monstruoso do Sebastian que meu coração ja apertou por aquele menininho que estava sofrendo, mas Sebastian, o menino feio, cresceu, se fez famoso por sua rudeza, por sua vida de muito dinheiro, muitas mulheres, muita bebida e muita farra, e então Lorde Dain esta, ha anos fazendo jus a sua fama. E tudo, absolutamente tudo o que ele não deseja pra si, é ser um tolo, apaixonado, pau mandado de uma esposa sem noção e chata.

Masssss seu destino se cruza com a doida Srta Jessica, uma mulher bem a frente do seu tempo, com uma avó que não é desse planeta ( pena que ela pouco aparece, mas o pouco causa um furor rrsss ), e Jessica sabe bem o que quer de sua vida, e um homem mandão, autoritário e desrespeitoso é tudo  o que ela não deseja pra si, nunca.

Lorde Dain e Jessica não conseguem ficar separados um do outro, brigam o tempo todo, cada vez que se encontram parece que uma fogueira vai se formar, porque a eletricidade entre eles é quase fatal. Do mesmo jeito que o desejo mutuo. Jessica o deixa insano e ele acredita que nunca se apaixonará pela bela mulher  que  tem ao seu lado.

Adorei a determinação dela, a relutância dele,  as frases ditas em italiano, a entrega dela à ele, mesmo numa época onde as mulheres não podiam se mostrar interessadas, nem no homem ao seu lado, e muito menos em sexo... seduzi-lo então, era quase um pecado mortal, mas não para Jessica, ela tem o homem de 1.90 na palma da sua mão.

Adorei ... Adorei e Adore.... pena que acabou, queria muito mais historia deles dois. ❤




Sinopse : www.skoob.com.br 

Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent...

Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu.

Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho.

Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.

terça-feira, 10 de outubro de 2017

The Skulls #7 a #13 - Sam Crescent

Continuando a serie The Skulls, aqui vou resenhar dos livros 7 ao 12. Muitas aventuras desse Clube de Motoqueiros fogosos, boca suja e que fazem de tudo por suas mulheres. To curiosa com a historia de Whizz que sofreu demais nos ultimos livros, então quero saber o que vem por ai.

Como eu ja disse no outro post, nada de leitura ¨papo cabeça¨nessa série ne gente, so sexo, drogas e rock and roll, ou quase tudo isso rrss.. Brigas, mortes, macho mijando no poste pra demarcar o território de suas fêmeas e ponto final... mas to adorando ;)


No sétimo livro da série, conhecemos a historia de Butch  Cheryl ...  no final do livro seis, ja tivemos uma ideia do que ia acontecer com Butch deixando os Skulls por causa de sua amada Cheryl ( que ele bateu o olho e ja sabia que ia ser mulher dele ta gente, assim... pa pum kkkk ), mas ela é mulher ligeira e faz de tudo pra convence-lo a voltar pra sua familia de MC. Cheryl engravidou depois de uma única aventura na vida, e não sabe por onde anda o pai do seu filho, que logo ela vai descobrir que o tempo todo esteve debaixo do seu nariz. A historia é legalzinha, tem a sofrência de todos os livros da série, mas tem o felizes para sempre tambem ne. Me senti lendo esse igual o do Zero e da Prue, sem muita empolgação. Acho que o casal não me convenceu muito não rrss. Mas a serie continua e vamos ver o que mais vem por ai com Revenge e a reviravolta do que aconteceu no final, com a proposta de Alex. Agra sim fiquei curiosa rrss.


Quando comecei a ler esse oitavo livro da série, fiquei pensando, quem sera Revenge ainda não tinha ouvido falar nesse integrante do clube ... mas lendo o livro fui descobrindo que ele realmente não existe, Revenge é a vingança, a revanche que Os Skulls e o Chaos Bleeds estão armando contra o mau caráter, cretino do Frederico Gonzalez. Nesse livro ficou muito claro que a série precisa ser lida mesmo em conjunto com o Chaos, porque tem coisas quem ficariam completamente sem sentido caso eu não tivesse lido as duas series. Aqui Devil, Pussy  e Death ( que são da Chaos) aparecem muito, então se eu não os conhecesse ficariam bem perdida.
Achei esse livro o mais ¨violento¨de todos, com muitas ameaças e mortes, Gonzalez não da trégua um minuto. Tudo pra ele é motivo de vingança e morte, ameaças e sangue. Não gostei dele ficar ameaçando as mulheres o tempo todo, escroto, nojento, tratando ate mesmo as mulheres que ele contratava como lixo, e depois que usufruia delas, mandava o capanga matar...odiei ele.
Causando o tempo todo, fazendo Devil e Tiny brigar por qualquer motivo. Fazendo Butch se submeter a coisas que ele nunca quis, eca, detestei esse mala.
Mas confesso que achei o melhor livro da série ate agora. Bem dinâmico, com muitos acontecimentos e principalmente adorei o inicio da ¨recuperação ¨ do Whizz, aahhh que agora deve vir muito amor porrada no livro dele, que será o próximo.


Nesse nono livro da série conhecemos a historia de Whizz e Lacey ,  aqui Whizz finalmente conta sua historia depois do que ele passou na mão do inimigo mor do Zero, Alan, e deixou Whizz preso à sua Mercê. Tadinho dele. Whizz se quebrou de um jeito que ninguem mais poderia se aproximar dele, ele odeia qualquer tipo de contato, fisico, emocional, então o que ele tem feito de melhor é ficar longe de tudo e de todos. Mas Lacey aparece em sua vida como um sopro e seus lindos cabelos azuis, e mexe com suas lembranças e emoções. E, o fato dela tambem não ser pura e inocente, mas sim uma mulher que ja passou perrengues onde perdeu sua familia e sua inocência por um passado terrivel, faz com que os dois se unam acreditando que dois quebrados podem se tornar um inteiro. Whizz é fofo, direto, amoroso e eu achei a quimica dele e Lacey bem boa. Um acontecimento ou outro sempre tem pra deixar a historia mais ¨cheia de ação¨, mas curti. Agora ai vem Blaine, mas não vejo a hora de ler Alex, ainda mais depois desse final que acabo de ler... rs


Chegando no decimo livro da série, aqui a autora nos conta um pouco, bem pouco mesmo pois ele é bem curto, sobre  Blaine e Emily . Blaine é um homem renovado depois de tudo o que ele passou com as drogas e de ter abandonado Emily e sua linda filha Darcy. Angel o ajudou nesse quesito ¨reaproximção ¨. Quando Blaine é baleado Angel entra em ação trazendo Emily de volta. E mesmo decepcionado com o que ele fez com ela,  Emily volta mas não volta. Ela quer dar uma chance pro homem, mas ta tão decepcionada que tem medo de se machucar de novo. Aos poucos Blaine vai reconquistando sua mulher, fazendo com que ela confie nele, e o final foi bem lindo. Aqui os Skulls estão as voltas com a cerimonia de Natal dos motoqueiros e suas old ladies. Bem legal. A serie ta quase chegando ao fim, e agora vou pro que mais to curiosa depois do livro do Tiny... Alex vem ai e não vejo a hora de conhecer a historia desse misterioso ex-sempre cunhado do Tiny.


Esse foi o segundo livro que amei de verdade dessa série... O primeiro foi o do Tiny e da Eva, e agora conhecendo a historia de Alex e  Sunshine me apaixonei  pela historia. Tava muitooo curiosa pra saber mais a historia desse misterioso membro dos Skulls e eu realmente adorei. Alex semre esteve la, nos Skulls e pros Skulls, mas nunca se fez notar. E quando nos é revelado que ele abriu mão de sua própria vida e felicidade em prol do clube, ai fiquei ainda mais apaixonada pela historia dele. Tadinho, deu foi dó dele, sempre sozinho, sempre nos bastidores, e nunca sendo notado... Ate conhecer Sunshine. A quetinha, timida e calada ajudante do lar, se torna sua maior força. Curti muito a quimica dos dois, e ria muito quando ela dizia que ele vai ficar velho e sem muita utilidade, mas que ele pode mima-la, fazer suas vontades e dar bastante atenção à ela quando nada mais estiver funcionando kkkk, ela é engraçada e o faz feliz. Gostei muito mesmo.
Vem ai Hardy e toda a merda que ele jogou no ventilador pra cima da Rose, e com o epilogo sei que vem coisa por ai... tomara que boa.


No decimo segundo livro da série, confesso que não curti muito não viu... Aqui  Hardy e Rose , vivem num mimimi sem fim...  Ela que resolveu surtar dez anos depois dele ter traido ela, ta ate ai, tudo bem, mas ao mesmo tempo que ela o quer longe, ela o quer perto, ate os prospectos chegam a ficar de saco cheio e chegam ao ponto de brigar com ela, pra parar de usar Hardy. Ele foi sim um canalha, mas percebeu que fez cagada e ta tentando se redimir.... Taaa, se fosse comigo não sei se teria como o fdp me ter de volta, mas então larga logo ne, não fica nesse chove não molha. Achei que o livro so começou a prestar quase no final, quando eles finalmente resolvem que não querem ficar longe e Hardy faz os agrados que sua mulher nunca recebeu em 10 anos de casamento. A mulherada tudo prenha, tudo cheia de filho, A adoção de Whizz e Lacey, e a historia de Gash vem ai, essa sim promete fortes emoções.... To contando os minutos ja.



Aiiiiii que master de livro... ops, master é outro, mas esse livro foi pra compensar a mornice que foi o livro do Hardy e da Rose. Eu sabia que  Gash e Charlotte  teria muitas revelações, muitas coisas seriam contadas, mas ficou ate emocionante (rs). Gash tem uma historia de vida bem punk, porque por 7 anos ele foi preso e condenado por um crime que não cometeu,e quando ele finalmente sai do cárcere, tudo o que ele quer é vingança. Charlotte foi ao fundo do poço, e durante 5 anos ela quis tirar a propria vida por tudo o que passou. Quando Gash vai ate ela pra mata-la o que ele descobre e sente não é nada do que ele imaginou.  Charlotte reluta mas finalmente conta sua historia pra ele, e ali ele, apesar de não lembrar, sabe que ela é, foi e será sua mulher para sempre. Aqui finalmente descobrimos quem é o Mestre ou Master que Jessika e Bianka falam nos outros livros ( da Chaos), Lash ta finalmente assumindo a presidência dos Skulls, e Chaos está de volta com toda sua gangue  e suas mulheres e filhos, chega de briga entre os motoqueiros. Estou quase chegando ao fim desse universo que ja estou pra la de familiarizada com seus costumes e suas linguagens. bemmmm chulas (kkkkk )

Como a série é interligada com outra, ( The Skulls e Chaos Bleeds), aqui terminamos a série The Skulls ( eu acredito que Sam aida escreverá mais livros, porque ainda tem alguns personagens que com certeza, querem contar sua historia, mas por enquanto, pararemos por aqui. A finalização das resenhas será feita no post das resenhas do Chaos, porque agora toda historia estará concentrada naquele clube, junto com os Skulls.. E só pra constar, tomara que Gash e os rapazes do Skulls matem o mala do Master, ou Mestre kkkkkkk




PS : O ideal é que The Skulls e Chaos Bleeds sejam lidas juntas ( como mostra a foto), porque muitos acontecimentos só fazem mesmo sentido lendo a serie como ela foi escrita. Tudo se encaixa perfeitamente.


Compre na Amazon 








domingo, 8 de outubro de 2017

TAG - EU NUNCA

Vi essa TAG há um tempinho já, no Blog da Monica, o  Leitora Cretina e resolvi responder.

EU tenho o lema de dizer... Nunca digo Nunca, mas nessa vida de leitora, vai que EU NUNCA MESMO NE rrss, então resolvi responder .







1. Eu nunca  ** Li Isso ** 
R: As Cronicas de Gelo e Fogo do George R.R. Martin, não li e nem tenho vontade, juro, apesar de saber que é maravilhosa a obra


2. Eu nunca  ** Li algo tão maravilhoso ** 
R: Vixi, esse aqui é dificil, porque tenho feito leituras maravilhosas, graças aos céus viu gente, porque leitura ruim é o oh, então vou mencionar os dois últimos maravilhosos que li na ultima semana. um é Sorrisos Quebrados da Sofia Silva e o outro é Na Minha Pele do Lazaro Ramos 


3. Eu nunca  ** Imaginei que conseguiria terminar ** 
R: Pelamor de todos os meus filhos, os que tenho e os que não tenho... esse vou responder de pronto, porque eu tentei, parei, respirei, xinguei, e com essa mania de não conseguir abandonar um livro sem finalizar, esse eu fiz um esforço danado... Tardes Sensuais ( contos de vários autores ).  olha que eu curto contos e amoooo o gênero, leio muito literatura erótica, mas esse não desceu, pqp detestei, mas terminei


4. Eu nunca  ** Vou terminar isso ** 
R: É outro que respondo com toda certeza... Cem Anos de Solidão, do Gabriel Garcia Marques, eu li, parei, tentei recomeçar, voltar a ler em outro momento, mas não rolou. Apesar de todo mundo, ou grande parte, venerar esse livro, eu achei uma chatice só.


5. Eu nunca  ** Vou me arrepender de ler Isso ** 
R:  Então, nessa vida de leitora voraz que muitos de nós somos, acredito, pelo menos eu sou assim, que a gente ja meio que percebe, ou investiga antes de pegar algo pra ler, e quando temos essa impressão nem se arrisca ne. Então de maneira geral, ou pelo menos na grande maioria das vezes, não me arrependo, mas pra citar um exemplo aqui, vou citar uma das minhas autoras favoritas, a Mestra do Mistério, Agatha Christie, nunca, nunquinha me arrependi, ou me arrependerei de ler nada dela.


6. Eu nunca  ** Faria Isso ( Personagem faz algo que me desagrada e eu não faria** 
R: Aqui eu estava pensando, nossa eu leio tanto, o que vou mencionar pra ficar claro o que quero dizer, ai pensei num livro que eu curti muito a historia toda, mas o final pra mim, não o final, o epílogo, matou a historia, porque tinha mentira. Odeiooooo de morte mentira gente, a verdade é unica e absoluta, doi, machuca, mas é uma vez só.  então quando finalizei Casei, e Agora? da Tatiana Amaral , fiquei tão puta da vida, que tudo que me diverti durante a leitura me deixou louca de raiva no final. E quando eu indico esse livro ja falo, eu gostei, mas aquele final foi uma merda pra mim, pela historia não mas por uma unica atitude.


7. Eu nunca  ** Quero ter que admitir que li esse livro ** 
R: não sei responder esse gente, talvez ate tenha, mas agora não me lembro... já li umas porcarias mas admito e ainda falo se alguem me pergunta, é uma droga ou palavra pior kkkkk


8. Eu nunca  ** Li algo tão fofo ** 
R: Esse é fofo e facil de dizer... A Trilogia Para Todos os Garotos que ja Amei da Jenny Han, que trilogia linda, que Peter Lindo, que Lara Jean linda... que tudo lindo. Ate os cookies dela são lindos, aqui em casa fizemos os cookies da Lara Jean  ❤


9. Eu nunca  ** Ri tanto  ** 
R: Eu curto muito livros que tenham uma pegada de comédia, porque meu senso de humor é zero viu gente, juro... então um livro que me faça rir ja ganha minha atenção. Não consigo lembrar um especifico, mas se tem uma dose, mesmo que pequena de comedia, eu ja curti rrss


10. Eu nunca  ** Teria sobrevivido se na minha infância eu não tivesse lido Isso ** 
R: Como eu sempre gostei de ler, minha infância foi permeada de muita leitura, em cada época da minha infância, adolescência e fase adulta  eu me via lendo, então não tenho nada especifico pra mencionar, simplesmente não ter lido é que me faria não sobreviver.



sábado, 7 de outubro de 2017

Nada Mais a Perder - Jojo Moyes

Esse foi um dos livros que mais demorei pra ler da Jojo... Amo sua escrita, suas historias, mas confesso que esse não me pegou pelo laço. Comecei realmente a curtir a historia do meio pra frente. Achei o inicio enrolado, não curti nada aquele avô da Sarah, achei ele um grosseirão, detestei a Natasha, achei ela uma mala sem alça e sem coração. Massss como não consigo abandonar um livro por nada ( as vezes isso é otimo), fui me envolvendo cada vez mais com Sarah, Boo, Mac e aos poucos fui ficando ansiosa pra ler logo o final. E quando o final chegou, eu confesso que queria mais. rrss

Quando a história de Henry começa a ser contada fiquei naquela expectativa de saber o que vinha depois da briga dele, o que o amor que ele tinha no coração o levaria fazer, mas a historia da um salto gigante e ai conhecemos Sarah. Sarah é neta de Henry ( vejam o salto que a historia dá), e o mesmo amor pelos cavalos que seu avô sempre teve, tem Sarah, sabe-se lá se por influência ou por merito próprio, mas tem... e, é lindo ler os trechos dela com o amigo de 4 patas, muito inteligente, muito atento aos que a menina é e quer. Essas cenas me emocionavam bastante, como o cavalo entendia a menina e vice versa.

Só que Henry é velhinho, e quando ele fica doente, Sarah fica se sentindo muito solitária e acaba que se encontra com Natasha, uma advogada muito boa no que faz, mas muito gelada nas emoções.

Sarah e Natasha se veem numa sinuca de bico e a advogada leva a menina pra sua casa, que ja quase não é sua, ja que ela está num processo de divorcio, e seu ex marido quer metade da casa pra ele.

Aqui não vou escrever muito, senão será um spoiller atras do outro, mas algumas coisas posso dizer. Quando Sarah entra na vida de Natasha e Mac a vida dos três nunca mais será a mesma. Sarah com seus apenas 14 anos enxerga mais que os adultos, seu distanciamento das emoções faz ela se questionar num dado momento de desespero do porque sua vida é tão gelada assim.

E, quando Natasha e Mac se veem obrigados a passar o tempo todo juntos em prol do bem estar da menina que eles assumiram cuidar, eles tambem se redescobrem... como seres, como homem e mulher, e principalmente com relação às emoções que eles fazem questão de esconder.

Quando tudo isso vem à tona eu queria muito que o livro ainda tivesse uns 10 capítulos rrss, só pra poder ler mais sobre esses três personagens. Não me ganhou no laço no começo, mas me encantou pela delicadeza de como foi contada, pela chuva de emoções que os personagens escondem, mas que quando vem à tona, enchem o coração deles e os nossos de felicidade. Não adorei, mas gostei. 




Sinopse : www.skoob.com.br 

Na juventude, Henri Lachapelle foi um cavaleiro de raro talento, entre os poucos admitidos na academia de elite do hipismo francês, o Le Cadre Noir. Contudo, reviravoltas da vida o levaram da França a Londres, onde ele agora vive em um simples conjunto habitacional. Sem nunca abandonar o amor pela antiga carreira, aos trancos e barrancos Henri ensina a neta, Sarah, a montar o cavalo Boo, na esperança de que o talento da dupla seja o passaporte para uma vida melhor e mais digna para todos. Mas um grande golpe muda mais uma vez os planos de Henri Lachapelle, e Sarah se vê entregue à própria sorte, lutando para, além de sobreviver, cuidar de Boo e manter os treinamentos.

Natasha é uma advogada especializada em representar crianças e adolescentes envolvidos com crimes ou em situação de risco. Abalada emocionalmente e em dúvidas quanto a seu futuro profissional depois de um caso terrível, Natasha ainda tem de lidar com as feridas do fim de seu casamento. Um fim, diga-se de passagem, bem inusitado, já que ela se vê forçada a morar com o charmoso futuro ex-marido enquanto esperam a venda da casa da família.

Quando Sarah cruza o caminho de Natasha, a advogada vê na menina a oportunidade de colocar a vida de volta nos trilhos e decide abrigar a adolescente sob o próprio teto. O que ela não sabe é que Sarah guarda um grande segredo que lhes trará sérias consequências.

sábado, 30 de setembro de 2017

Livros Lidos em Setembro

Esse mês de Setembro rendeu muitooooo pras minhas leituras. Fiquei feliz de ter lido alguns livros que eu queria muitooooooo, ter quase terminado uma das séries que to lendo ( em outubro vou tentar finalizar as 4 que to lendo ao mesmo tempo, e espero muito conseguir rrss )

Então vamos à lista, lembrando que todos os livros foram resenhados aqui no Blog :


  1. Quase um Romance -  Megan Maxwell 
  2. O Primeiro Dia dos Namorados ( Conto ) - Audrey Carlan 
  3. Correndo para voce - Rachel Gibson 
  4. Whizz ( #9 The Skulls ) - Sam Crescent 
  5. O Assassinato de Roger Ackroyd - Agatha Christie 
  6. Number Thirteen - Bella Jewell
  7. A Distancia que nos Separa - Kasie West 
  8. Sorrisos Quebrados - Sofia Silva 
  9. Blaine (#10 The Skulls ) - Sam Crescent 
  10. Lev - Belle Aurora
  11. Tardes Sensuais - Varios Autores 
  12. Alex (#11 The Skulls ) - Sam Crescent
  13. Blind Devotion  (#4 Chaos Bleeds  ) - Sam Crescent 
  14. Death´s Dirty Demands  (#5 Chaos Bleeds  ) - Sam Crescent 
  15. Na Minha Pele - Lazaro Ramos  











quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Na Minha Pele - Lazaro Ramos

¨Não há vida com limites pre estabelecidos. Seu lugar é aquele em que voce sonha estar ¨ (p.27 ) 

Eu adoro ler biografias, historias de auto ajuda, de sucesso, de qualquer coisa que conte sobre seres humanos, mesmo que esses relatos sejam sofridos, aqueles que nos deixem o tempo todo com os olhos marejados, ou que me faça sentir como se fosse eu vivendo aquela historia.

Dito isso, rs, ter lido Na Minha Pele me fez gostar ainda mais de ler biografias. Tava muito curiosa pra ler esse livro, li e ouvi muitas avaliações positivas, e la fui eu.

Toda vez que leio ou vejo historias sobre racismo,, mas tratos por conta da cor da pele, discussão sobre cotas em universidade, e por ai vai, me sinto com uma raiva gente, juro, porque não consigo conceber a ideia dessa diferença. Me lembro de que vivemos num mundo onde negros e brancos são pessoas distintas ( MAS NÃO SÃO ... PELO AMOR DE DEUS, SOMOS HUMANOS E PONTO FINAL). Por que cotas???, Por que  só negros tem estirpe de bandido????,  Por que supostamente um negro ou uma negra não pode ser isso ou aquilo???

Odeio esse tipo de discussão, porque no meu conceito todos podem tudo, basta querer, basta se esforçar, basta lutar pelo que voce deseja, basta ser justo, honesto, descente, ter carater, ser do bem gente. Mas afinal o que eu sei sobre esse assunto??, absolutamente nada né. Nunca sofri na pele os preconceitos que Lazaro e tantos outros sofreram, nunca fui rotulada por alguma coisa simplesmente pela cor da minha pele. Ta me acham louca ( o que na verdade sou mesmo kkkk ), mas só, e mesmo quem não goste da louca eu mesmo não de tudo pra manter longe kkkk.

Senti angustia em alguns momentos dessa narrativa leve do Lazaro. Quando ele fala sobre sua infância cheia de muito amor, sua adolescência silenciosa por pura timidez, sua falta de namoradas porque ele só era o amigo engraçado, o melhor amigo, o palhacinho da turma, mas nunca o cara desejável, nunca o que as meninas queriam como namorado.

Senti amor quando ele fala tão bem de sua esposa, porque ele se refere à ela com amor, com respeito, com admiração pela mãe que ela é, pela postura que tem.

Senti um certo ¨desespero ¨ quando ele faz muitos questionamentos a si mesmo sobre a educação dos dois filhos. De como ser exemplo bom pra eles, de como mostrar à eles, que ainda são pequenos, que o mundo é podre sim, mas que eles podem ser e ter absolutamente tudo que eles desejarem, que o poder só eles tem por si.

E amei, amei, amei o capitulo onde ele explica, fala, descreve sobre o ¨Empoderamento e Afeto ¨ Hoje se fala muito sobre esse tal empoderamento, e Lazaro nos mostra um pouco sobre isso de maneira clara, e ainda por cima cheio de sentimento.

Fiquei muito feliz com essa leitura, e apesar de todas as angustias que eu, na minha pele, não faço a menor ideia do que sejam, consegui mergulhar com muito prazer, nessa narrativa leve, onde grande parte das paginas eu balançava a cabeça concordando, ou me indignava com o que ele descrevia.

Excelente pedida essa leitura. Adorei !!!!!











Movido pelo desejo de viver num mundo em que a pluralidade cultural, racial, étnica e social seja vista como um valor positivo, e não uma ameaça, Lázaro Ramos divide com o leitor suas reflexões sobre temas como ações afirmativas, gênero, família, empoderamento, afetividade e discriminação. 
Ainda que não seja uma biografia, em Na minha pele Lázaro compartilha episódios íntimos de sua vida e também suas dúvidas, descobertas e conquistas. Ao rejeitar qualquer tipo de segregação ou radicalismos, Lázaro nos fala da importância do diálogo. Não se pode abraçar a diferença pela diferença, mas lutar pela sua aceitação num mundo ainda tão cheio de preconceitos. 
Um livro sincero e revelador, que propõe uma mudança de conduta e nos convoca a ser mais vigilantes e atentos ao outro.

sábado, 23 de setembro de 2017

Tardes Sensuais - Mila W., Nana P. Janaina R., Danilo B., S.Miller

Ai gente fala sério... eu preciso urgente tratar esse meu TOC de não conseguir largar um livro quando não gosto dele.... Não consigoooooo e me xingo o tempo todo enquanto to lendo porque eu juro, queria muito largar, mas não consigo, de jeito nenhum, como dizia minha avó, me dá uma gaxturaaaaaaaa que me corroe kkkkk..

Desde a Bienal de 2016 eu tava com vontade de ler esse livro, teve tarde de autografos la no dia que eu fui com todos os autores, eu não quis comprar o livro fisico, mas comprei o ebook, porque se eu lesse e gostasse eu compraria sim o de papel, e ai me beijo, porque sorteeee que eu não comprei, porque eu não gostei nadica de nada. Não vou dizer que odiei, porque o conto da Mila me deixou sorrindo, e com vontade de ler mais sobre o casal, mas só.

Nem vou escrever sobre cada conto porque não quero estender a resenha, dei 1 estrela no Skoob só por causa desse conto que gostei, porque o resto eu passaria tranquilamente na vidaaaa sem ter conhecido... e sinceramente odeio isso... ler e não gostar, apesar de saber que sempre corro esse risco, mas que quase nuncaaaa isso acontece.

Se voce que ta lendo gostou, parabens e fico feliz por voce, agora eu não, não mesmo. :(





Sinopse : www.skoob.com.br 

Cinco contos inflamados de paixão e desejo. Cinco histórias que irão mexer com sua cabeça e lhe despertar sensações inebriantes. Cinco autores nacionais que irão seduzir você. Nesta coletânea, reunimos Mila Wander, Nana Pauvolih, S. Miller, Danilo Barbosa e Janaina Rico, que extrapolam os limites da sensualidade em seus contos repletos de ousadia e volúpia, instigando o leitor a saborear-se a cada página com enredos e personagens incrivelmente envolventes. Aqui, situações rotineiras do dia a dia, como uma aula na faculdade, um chá entre amigas ou até mesmo um simples passeio, adquirem novos significados e são vistos sob um novo olhar, com gemidos entremeados, promessas de sedução e nenhum pudor.

Enquanto eu te vigiava – Mila Wander
Samantha Marques odeia seu trabalho como paparazzo, mas odeia mais ainda vigiar o ator mais cobiçado da TV, Higor Matheus. Durante uma manhã de trabalho, a fotógrafa se torna a única testemunha de um assalto à casa do ator e decide arriscar a própria pele para avisar Higor sobre os criminosos. Enclausurados por uma tarde inteira, eles descobrirão que a furtiva relação profissional pode ir muito além.

Tarde doce como algodão doce – Nana Pauvolih
Uma atração inesperada. Um encontro que tinha tudo para ser apenas uma tarde quente entre um sargento da Marinha e uma rica dona de galeria. Sexo, gemidos e cada um seguindo o seu caminho. Mas o destino praga peças. A atração cresce e traz com ela surpresas, como um novo sentimento. 

Tabu, prazer e reencontros – S. Miller
Quatro amigas inseparáveis, todas na casa dos setenta anos, aproveitando a rotina tranquila, prevista para a terceira idade, certo? Errado! Elas fogem de qualquer padrão; muito além da aparência despojada e sofisticada, elas são donas de um elegante clube de prazer para mulheres. Um lugar onde as fantasias e desejos são a prioridade, onde a regra é transpor os limites. Onde tudo é permitido, mas nada é obrigatório. E você pode ser quem quiser... Conheça 'Taboo'! Permita-se! Coloque sua máscara!"

Palavras e gemidos – Danilo Barbosa
As aulas de Marina, professora de literatura, são as mais cobiçadas da universidade. A cada página lida, os desejos e anseios dela parecem sobressair de seus lábios, de seus olhos. No entanto, fora da sala da aula, ela é impassível e inalcançável. Será que alguém conseguirá levá-la à loucura? 

Um café da tarde – Janaina Rico 
Renata achava que seria apenas a despedida do seu trabalho entediante. Daniel acreditou que dar aquela entrevista colocaria um ponto final na perturbação da imprensa. Como estavam enganados...! Uma determinada jornalista e um sexy confeiteiro juntos em uma cozinha pode render surpresas para lá de agradáveis.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Novos Amadinhos ( nem tão novos assim ;) )

Essa minha comprinha me deixou feliz viu gente rrss

Eu estava ha muitooo tempo querendo o Amanhecer pra completar minha coleção, mas tava caro o ditinho, ai uma amiga tava se desfazendo dos amadinhos dela e vendeu pra euzinha.... #fiqueifelizdemais

E a Mestra... vai demorar um pouco, mas logo completo a coleção dos dela tambem, pelo menos dos publicados, afinal são muitos.

Amanhecer eu ja li, mas os da Agatha ainda não, então entraram na fila de próximas leituras. Logo chega a vez deles




terça-feira, 19 de setembro de 2017

Sorrisos Quebrados - Sofia Silva

¨A beleza é efêmera, mas quem somos no interior é eterno ¨


Eu ainda estou em profundo estado de êxtase com esse livro. Li em dois dias, porque queria muitoooo saber como essa linda historia acabaria, mas ao mesmo tempo não queria que tivesse acabado. Quero ler tudo de novo rs.
Que livro lindo. Que historia tocante, sensível, cheia de sentimento. To perdidamente apaixonada.

Quando li a primeira página confesso que fiquei com muito medo. O tema é pesado, violência doméstica das brabas, ai pensei....hummmmm esse tema é igual traição, ja me da asco só de começar, mas como combinamos de ler juntas ( eu e azamigas) e todo mundo, ou quase, fala muito bem desse livro, pensei, bora la né.

E gente, o que me deparei aqui foi uma porrada atras de outra de emoção. Paola é uma mulher espetacular. Passou pelo inferno junto de um homem que não é de Deus não, deusolivre, mas apesar de todo dano, ela resolveu que ia sim ser feliz, que ia sim seguir em frente, e que principalmente, mesmo sem saber e quase sem querer, se apaixonou por um homem  tão quebrado quanto ela, mas que assim como o seu, tem o coração mais cheio de amor do mundo.

André é um pai solteiro muito sofrido, e pai do céu, quando ele finalmente conta sua historia pra Paola eu fiquei de queixo caído, com os olhos encharcados de lágrimas, e com o coração doendo pela pequena Sol.

Agora o que falar dessa pequena luz na vida dos adultos. Sol é a personagem perfeita gente. A menininha de 4 anos, tem o dom viu. Sensibilidade, sinceridade, e mesmo tendo sofrido o inferno na terra quando era bebe, e carregar os traumas de tudo o que viveu, mesmo sem lembrar, ela é realmente o Sol na vida de Andre e Paola.

Recheado de frases de efeito, com muita sensibilidade, Sofia Silva me fez ficar com o coração transbordando de emoção. Com os olhos quase todo o tempo marejado de lágrimas, com o sorriso no rosto cada vez que lia algo onde essa pequena luz chamada Sol fala alguma coisa.

Quando Paola conta a Andre o que houve na sua vida, porque ela é como é, eu chorei, meu coração doeu, mas quando Andre conta pra ela o que ele viveu, e aquela cena final, dele se abrindo totalmente pra ela, se mostrando, e pedindo, desesperadamente, pra ela deixar ele se mostrar, sem medo, sem ressalvas foi algo que deixou meu coração transbordando de amor, de emoção, e de muita lagrima.

E que pra ele, só mais um dia, só mais uma noite, só mais uma tarde nunca seria o suficiente, foi o que deixou meu coração mais apaixonado por esses personagens.

Vou respirar, curtir a ressaca e ler tudo de novo, porque quero ler com muito mais calma, marcar frases de efeito pra vida, e sentir todo esse amor que os personagens e a autora conseguem passar somente através de palavras.

Lindo livro.... mesmo !!!!

¨As vezes precisamos olhar para as pessoas com nossos corações e não com os olhos, pois só assim nós vemos quem realmente são ¨




Sinopse : www.skoob.com.br 

Sorrisos Quebrados gira em torno de três personagens: a jovem Paola, a pequena Sol e seu pai, André. Os três são vítimas de violências distintas, que deixaram marcas profundas em cada um. Trata-se de uma história de superação de dores, magia, estrelas e de como importantes laços humanos podem se formar a partir da autoaceitação, da arte e da tolerância no cotidiano.

domingo, 17 de setembro de 2017

Lev - Belle Aurora

Essas autoras gringas adoram nos derrubar com essas historias cheias de amor né não.

Mais uma leitura quente, cheia de amor e com um mafioso que de mau so tem a cara da capa mesmo.

Lev Leokov é o mafioso russo mais genérico do mundo rrss. Não tem nada nele que inspire medo. Ele só é calado, vive no seu próprio mundo, não deixando ninguém adentrar esse mundo dele. Ate ele conhecer Mina Harris.

Mina esta vivendo o pior momento da sua vida. Morando nas ruas ha mais de sete anos, está vivendo o pior dia da sua vida. Com muita muita fome, sem nenhum dinheiro para comprar absolutamente nada, e ganhando portas e mais portas fechadas na sua cara a cada batida que ela dá, ela resolve fazer algo que nunca fez. Roubar. Então quando Mina entra no clube de cavalheiros e rouba uma carteira somente para matar sua fome, sua vida muda completamente.

Mas Mina não é uma ladra, e vendo a quantidade de dinheiro que ela roubou, ela pega só um pouquinho na intenção de devolver ao dono sem lhe causar maiores danos, mas nesse momento Lev cruza seu caminho sabendo exatamente o que ela fez. E ai que a vida dos dois muda.

Mina é boa pessoa, nunca foi sua intensão cometer o delito. E na amargura da sua atitude ela passa a aceitar a ajuda e a proposta do estranho homem sisudo à sua frente.

Lev lhe oferece uma refeição, um emprego e quando descobre onde ela realmente mora, um teto. Assim tudo passa de terror a quase conto de fadas na vida de Mina. Ela começa a conhecer Lev, sua vida, sua familia, sua rotina e passa a entender o que Lev é verdadeiramente. E cai de amores por ele, claro.

Lev vai se abrindo aos poucos para ela, e ela vai conhecendo, descobrindo e aprendendo cada vez mais sobre esse mafioso que se julga sem coração, mas que na verdade não é.

A autora vai contando como Mina vai lendo Lev pelas suas atitudes, por suas ações e ate pelo seu silêncio. Um delicia de leitura, cheia de muito amor de Mina pra Lev, de Lev pra Mina.

Lev tem dois irmãos bem diferentes Sasha e Natasha, Sasha é sim o mafioso da familia. O homem da casa, mauzão e cheio de cara marrenta, mas ai quando o livro vai chegando mais perto do fim, fiquei ate com pena dele, porque ele ate tem um motivo pra ser tão mala. E Nas é a melhor.Se mostrou uma irmã gente boa, e uma amiga como Mina jamais poderia esperar ter. Adorei ela. Vik e Anika são irmãos e completamente diferentes. Ele um piadista, ela uma bruxa invejosa, não gostei dela. E Alessio, nem tudo é o que parece. Agora Lidiya é fofa demais. O coração inteiro de Lev é aquela menininha fofa.

Na Amazon diz que esse é o primeiro de uma série, e sinceramente to torcendo pra ter mesmo outros livros falando de todo mundo. Ja fiquei logo pensando na historia de cada um dos personagens, vou ficar atenta pra saber se vem mais mafiosos russos por ai.

Compre o ebook na Amazon 



Sinopse : www.skoob.com.br

Desde o momento que Lev Leokov flagra a jovem mulher se escondendo atrás de seu cabelo no meio de um clube de cavalheiros, ele não pode afastar seus olhos dela.
Pela primeira vez em sua vida, ele é afetado. Tendo ouvido durante toda sua vida que ele não pode processar ou entender emoções, ele considera isso uma grande coisa.
Quando Mina Harris é pega em flagrante com uma carteira que não é dela, ela desmorona. Ela está cansada, solitária e não come nada há dias.
Lev lhe dá um ultimato… uma cama quentinha, uma refeição quente e um emprego, ou, os policiais.
Mina aceita suas chances com Lev. Afinal de contas, uma pessoa que não tem nada, também não tem nada a perder.

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

A distancia que nos separa - Kasie West

To perdidamente apaixonada pela Kasie West...rss... Juro gente, esses romances dela tão me fazendo ter aquele sorriso bobo no rosto, coração cheio de amor pelos personagens, e suspirar querendo mais quando a ultima pagina do livro é lida.

Aqui conhecemos a historia de Caymen e Xander. Tudo o que de mais impossível ( ou não né )  pode acontecer com esses dois, acontece. O rico herdeiro de uma rede de hotéis se encanta pela garota pobre, que mora numa minuscula casa em cima do comercio onde sua mãe é dona. E , com muita graça, um vai se apaixonando pelo outro, mesmo vivendo em mundos completamente diferentes.

Susan a mãe de Caymen, foi deserdada pela familia, após ter ficado gravida e ter sido abandonada pelo pai da criança, então ela resolve que vai criar a filha sozinha, dentro das suas possibilidades ( difíceis claro, mas possíveis). Susan tem uma loja de bonecas de porcelana, e Caymen é a filha perfeita, estuda, ajuda a mãe na loja, não sai da linha nunca e por nada. Mas quando o neto de uma das clientes entra na loja de sua mãe pra buscar uma encomenda, Caymen se vê cercada por um rapaz encantador.

Xander, aos poucos, vai conquistando a confiança, a amizade e ganhando o coração de Caymen com seu chocolate quente, suas piadas simples e suas reações engraçadas à todos os comentários sarcásticos de Caymen. A garota doce se ve cercada por atenção, mesmo sabendo que tudo o que ela não pode é se apaixonar pelo rico garoto tão diferente de tudo o que ela esta acostumada a ter e viver. Mas como resistir a tamanha atenção???!!!

Como muitas garotas e garotos da idade deles ( jovens de 17 anos) ambos não sabem o que querem ¨ser quando crescer¨, então Xander propõe a Caymen o ¨dia da profissão¨, e assim a jornada deles juntos começa, cada hora com um escolhendo o que farão como teste  pra saber qual profissão abraçarão quando adultos, e as aventuras são engraçadas, cheias de momentos de segurar a respiração, e mais e mais eles dois juntos.

Só não gostei do fato de Susan ter mentido pra Caymen com relação à sua familia, às dificuldades que a loja esta passando, e as preocupações que ela vem tendo com a vida, deixando Caymen deduzir coisas e situações ( aqui entra a tal da mentira ne gente, não gosto nem na ficção )

Kasie tem uma delicadeza nas escrita, uma sutileza nas situações. Esse humor que ela põe nos personagens, essa dose certa de sarcasmo, tudo isso junto faz seus livros terem essa pegada leve, simples, e gostosa de ler.

Gostei muito de verdade !!! ❤




Sinopse : www.skoob.com.br 

Caymen Meyers aprendeu desde cedo a não confiar nos ricos. E, depois de anos observando-os, ela tem certeza de que eles são bons em apenas uma coisa: gastar dinheiro em inutilidades, como as bonecas de porcelana da loja de sua mãe. Assim, quando Xander Spence entra na loja, basta um único olhar para Caymen perceber que ele tem muita grana. Apesar de ele ser um fofo e entendê-la como ninguém, Caymen é esperta e sabe que o interesse de Xander não vai durar. Porque, se tem algo que ela aprendeu com a mãe, é que caras ricos vão inevitavelmente partir o seu coração. Mason, o cantor de rock tatuado — e classe média —, tem muito mais a ver com ela, certo? Então por que ela não consegue tirar Xander da cabeça? Quando a amizade e a lealdade de Xander estão prestes a convencer Caymen de que ser rico não é uma falha de caráter, ela descobre que o dinheiro tem um papel muito maior no relacionamento dos dois do que ela poderia imaginar. Será que Caymen vai arriscar ter o coração partido para encontrar o seu verdadeiro amor?

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Number Thirteen - Bela Jewel

¨Um coração bonito nunca pode amar um coração escuro. Mas um coração escuro pode almejar um coração belo, e ele vai ¨ ( Willian ) 

Eu definitivamente adorooooooo livros Darks rrrss... Essa pegada ¨mauzinha¨, que pra mim na ficção sempre vale ( realidade é outra coisa ne gente), mas ler livros darks me deixa com o coração apertado, mas torcendo tanto pra que os protagonistas terminem juntos, que quase como os livros.
Sofro demais, e não vejo a hora de ver a palavra FIM escrita pra poder respirar.

Eu sempre falo que leitura de livros darks é pra quem gosta, e pra quem separa a ficção da realidade, porque tem muita gente que lê livros darks e acha que a gente que gosta ta fazendo apologia ao estupro, à violência e ao cacete a quatro, menos né gente, ninguém ( ou pelo menos grande parte) que lê livro dark acha  que isso que a gente ê é certo. Vou dizer por mi, sou muito ciente do que leio e do que levo pra vida como aprendizado, e principalmente do que leio como distração.

Aqui conhecemos Willian, ( tadinho do Will ), aos 13 anos ele é totalmente danificado na sua imagem depois de ser agredido por um bando de idiotas na escola onde estudavam, que fazem seu rosto se tornar desfigurado, e esse ocorrido fez o homem Willian se tornar sombrio. Mas ele não estupra, não obriga, só tem um jeito maluco de mostrar que se importa.

E como toda essa ¨caca¨ aconteceu com ele aos 13 anos, ele se acha no direito de ¨ajudar ¨13 meninas tão quebradas quanto ele foi. E é ai que ele conhece a Numero Treze ( Não vou falar o nome dela, mas ate que combinam, Willian e E.... ) E quando Will percebe que Numero 13 é um pé no saco com ele o tempo todo, questionando, trucando em todos os assuntos, mesmo que pra isso ela seja castigada ( simmmmmm ou a pessoa anda na linha ou é castigada ( aqui entraria bem uma carinha espantada ne gente ), mas como eu disse livros darks e Will tem um jeito torpe de dizer e fazer as coisas, então ele acha que é certo.

Aos poucos Numero 13 vai mostrando pra ele que a vida não precisa ser assim, que nada é sombra e escuridão o tempo todo, que a vida pode ser bela, apaixonante e completamente cheia de luz.


Tão cheio de romance, apesar de toda sofrência que esse gênero nos mostra.

Compre na Amazon




Sinopse :

Nós somos treze meninas, em cativeiro, escravas do nosso mestre.
Um mestre que nunca vimos. A obediência vai se tornar tudo o que conhecemos em nossa existência superficial. É a única emoção que estamos autorizadas a sentir. Quando nos comportamos mal, somos punidas. Quando nos comportamos bem, somos recompensadas.
Nossas cicatrizes são profundas. Ainda assim, sobrevivemos, porque nós temos que sobreviver... porque ELE nos ensinou. Todas nós somos especiais, nós sentimos isso com tudo o que somos.
Ele nos tem por uma razão, mas é um motivo que não sabemos.
Nós nunca vimos o rosto dele, mas sabemos que algo profundamente quebrado se encontra abaixo da escuridão. Com cada toque, a cada punição, nós o conhecemos. Então, alguma coisa mudou. Ele me mostrou quem ele realmente é. Agora eu o quero. Eu vou contra tudo o que conheço para estar com ele. Um monstro. Meu monstro.
Amar ele é um pecado, mas eu sou uma pecadora. Eu não vou parar até eu ver cada parte dele. Mesmo as partes que ele mantém trancados lá no fundo. Eu Sou a Numero Treze e esta é a minha história.

domingo, 10 de setembro de 2017

O Assassinato de Roger Ackroyd - Agatha Christie

Mais uma obra da mestra que finalizei e, depois de 300 e poucas paginas, mais uma vez me surpreendo com as revelações que Sir. Hercule Poirot nos mostra nessa deliciosa leitura.

Como o nome diz, Sr. Roger Ackroyd é assassinado logo nas primeiras paginas desse livro, depois de um casal que supostamente a esposa envenenou e depois se suicidou, onde Roger e a viuva do falecido viviam um caso de amor. Mas ao descobrir que a moça era chantageada, e dela ter deixado uma carta dando nome aos bois, Roger tambem é encontrado assassinado em sua biblioteca. Quando a sobrinha de Roger, Srta. Flora resolve pedir ajuda ao Sr. Poirot, acho que a moça não acredita muito na policia rrss, o investigador mais observador e perspicaz de Londres entra em ação, deixando todos ao redor com desejo de colocar suas barbas de molho, porque afinal, para nos que estamos lendo, todos tem culpa no cartório.

Com a ajuda do medico da cidade, Dr. James Sheppard, Hercule Poirot esmiuça a vida de todos que estavam presentes na casa de Roger no dia do seu assassinato.

Quais motivos  cada um deles teria para matar o pobre velhinho sovina ( se voce não leu nada de dona Agatha ate hoje, acredite, a Mestra sempre faz ter um motivo rrss ) ?

Ai vem surpresa atras de surpresa. Poirot vai buscando fatos, vai investigando e cada pequeno detalhe não passa despercebido pra esse brilhante observador.

E só pra variar um pouco ( #sqn, gente eu nuncaaaaa acerto a bagaça do nome do assassino kkkk ), quando todos os fatos são revelados, fico mais uma vez com o queixo batendo no chão, tamanha minha surpresa. E dessa vez, por nenhuma das hipóteses eu poderia imaginar que o assassino do velhinho tinha sido quem se revelou ser. Tudo se encaixa tão perfeitamente quando o inteligente Poirot nos poe as claras todos os fatos, estava tudo bem ali, debaixo do nosso nariz.

Mais uma obra espetacular e empolgante que vale cada pagina lida !!!



Sinopse : www.skoob.com.br 

Três estranhas mortes em sequência despertam grande curiosidade numa velha moradora de uma pequena vila inglesa. Elas envolvem, respectivamente, um assassinato, um suicídio e um segundo assassinato. O primeiro corpo é o de um homem cuja mulher, pouco depois, se suicida. Seu suicídio é, por sua vez, seguido pela morte de um segundo homem – que se descobre ser amante dela. Também se descobre que a mulher estava sendo chantageada, justamente em função de haver matado o marido para poder ficar com o amante... O assassino de seu amante talvez seja, então, o chantagista, que estaria para ser descoberto – ou talvez não seja. Quando tudo isso acontece, está por ali um visitante, chamado Hercule Poirot. Só três pessoas podem, então, descobrir a verdade: a velha senhora inglesa, o bom detetive belga e o caro leitor brasileiro.

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Correndo para Voce - Rachel Gibson

Eu estava com muitas saudades de ler Rachel Gibson, uma das minhas autoras favoritas e que sempre me faz terminar sua obra com um sorriso nos lábios. Adoro como ela conta suas historias, como ela descreve seus personagens, como ela os desenvolve, as pitadas muito sutis de amor e sexo que seus livros tem. E por mais que a historia seja bemmm clichê, com aquele final que a gente ja espera, eu amo de paixão essa autora. Acho que ja li quase todos os livros dela, porque fã que é fã lê mesmo ne, e agora com a onda dos ebooks não temos mais desculpa mesmo, até em inglês da pra ler suas obras.

Aqui conhecemos a historia de Stella e Beau. Stella é uma garçonete que nunca reclama da vida, e apesar de toda vida simples que ela leva, tudo ta sempre bom, ou quase tudo. Ter sido criada sem o pai fez com que ela aprendesse a não se apegar aos homens, a saber que um dia eles fariam sim, parte de sua vida, mas que não fez disso seu projeto de vida, estar sempre junto de um homem que supostamente a protegeria e guardaria dos males da vida. Ate que um belo dia ela se depara com o gigantão musculoso do Beau, que foi ¨contratado ¨ pelo noivo de sua irmã para encontra-la.

Para surpresa de Stella, que sabe da existência da irmã, a irmã não sabia, e só descobre sobre Stella após a morte do pai delas. Stella é a filha indesejada de um fazendeiro que dormiu com a babá da filha, e que nunca foi revelada, ate Sadie ler o testamento do pai e descobrir que o velho tinha uma ¨filha bastarda ¨.

Beau precisa ¨despachar¨ Stella  para o Texas e ¨cumprir o favor¨ que seu amigo lhe pediu. Mas Stella tem pavor de voar e não pensa sequer na possibilidade de ir de onibus sozinha até o encontro da sua irmã. Então o sargento da Marinha se vê dentro de um carro alugado, com uma espivitada e  falante Stella por 5 dias, e é ai que tudo muda.

Beau não consegue resistir aos lindos olhos azuis de Stella, e ela sente aquela quimica e atração pelo gigante ao seu lado.

Rachel, bem a maneira de Rachel nos faz entrar dentro do carro com os dois e torcer a cada minuto pra que eles finalmente se beijem, se entreguem um ao outro e deixe essa quimica aflorar nos dois.


Uma delicia de leitura, despretensiosa, cheia de amor, muito clichê, mas totalmente divertida e que faz nossos corações ficarem cheios desse sentimento delicioso chamado amor...rrss






Sinopse : www.skoob.com.br 

Stella Leon é uma bela mulher. Aos vinte e oito anos ela já viveu muitas aventuras em Miami, onde vive e trabalha como garçonete. Brigas, sensualidade e rock'n roll fazem parte de sua rotina. Mas o que está prestes a acontecer colocará sua vida de pernas pro ar!
Um homem misterioso (e lindo) está à sua procura. Ele traz notícias de um passado que Stella não quer lembrar, e para onde não pretende voltar de jeito nenhum. 
Por que ela deveria deixar tudo pra trás e ir com ele para o interior do Texas? Por algum motivo, Stella confia nele. Por alguma razão ela se sente totalmente quente perto dele...

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

O Primeiro Dia dos Namorados ( Conto ) - Audrey Carlan

Lendo esse conto cheguei a seguite conclusão viu gente ... Acho que pras autoras é dificil demais desapegar de suas obras ne. Elas finalizam uma historia, mas na verdade, quase nunca conseguem colocar um ponto final.

Achei tão desnecessário, apesar de ser fofo o conto. Não tinha a menor necessidade de mais um pouco da historia de Mia e Wes... terminou bem, então pra que mais?... eu li, mas não sentiria falta se não tivesse.

O primeiro dia dos namorados do casal foi só mais um dia, com mais sexo, mas juras de amor e ponto final. Vale a leitura, porque afinal sempre vale, mas que não precisava, não precisava

Adquira-o na Amazon 




Sinopse : www.skoob.com.br 

Seis semanas após o casamento de Mia e Wes, chegou o primeiro Dia dos Namorados que eles vão passar como marido e mulher. Qual será a surpresa especial que Wes preparou para sua amada? E o presente divertido que Mia comprou para ele? E o que vai acontecer quando eles estiverem a sós no hotel...? Descubra tudo neste conto especial da série A garota do calendário.

terça-feira, 5 de setembro de 2017

TAG - Minha Vida Literaria




Vi essa TAG feita pela minha xará Ana Paula, ha um tempinho no Blog Livros de Elite, e como eu adoro responder Tags, ja fui logo pensando na minha lista... então aqui vai






1. Qual foi sua primeira resenha ? 
Putz juro que eu não me lembrava qual era, ai tive que ir la nos arquivos do Blog pra lembrar e pimba... foi 50 tons de Cinza, da pra acreditar kkkkk. Não poderia ter sido outro pra um blog onde o gênero principal de leitura são romances, água com açúcar ou eróticos bem picantes. 

2. Conte um momento inesquecível que voce viveu como leitora. 
Nossa são tantos ne, cada compra, cada lançamento, cada novo mergulho numa nova historia.... mas acho que como toda boa leitora, Bienal do Livro é sempre uma grande emoção. Já fui em 4 edições, 2018 tem mais e não vejo a hora de chegar o dia de ficar cansada, morta de fome, com dor nas costas de carregar peso, mas sair do evento tão feliz que voce faria absolutamente tudo de novo. 

3. Quantos livros voce lê em media por mês ?
Geralmente em torno de 10 livros. tem mês que um ou dois a mais ou a menos 

4. Um livro que voce se surpreendeu por causa do Blog e se surpreendeu. 
Então por causa do blog nenhum, mas por causa do Skoob, dos grupos do Facebook, dos  perfis do Instagram ja perdi a te as contas. Bastou um livro ser muito comentado ou bem cotado que eu me interesso na hora. Então listar  um seria injusto. 

5. Um livro que voce leu por causa do blog e se arrependeu. 
Essa é outra pergunta que pra mim é dificil responder, porque acho que nunca me arrependi de ter lido nada. Tem umas chatices que mesmo detestando ate a ultima pagina eu leio, so pra falar que detestei com propriedade rrss, mas ainda assim acho que nunca e arrependi de verdade de ter lido. 

6. Tem algum gênero que voce passou a ler nos últimos tempos que antes não lia? 
Gênero não porque eu gosto de ler de tudo ( só não leio terror de jeito nenhum, nem antes do blog e nem depois ) Conheci novas autoras, por algumas cai de amores, por outras desanimei completamente, mas só. 

7. Tem algum gênero que deixou de ler? 
Como eu respondi na pergunta 6, nunca li e não tenho intenção de ler tão cedo ,nada sobre terror, e isso inclui ler o Mestre Stephen King ta gente, sei que o cara é o mestre, unico, mas por enquanto não vai rolar mesmo rrrss


Obrigado por estar aqui e ler minhas doideiras nessas Tags, vou adorar saber a sua caso queira responder ;)

Ate a próxima !!!!
 

sábado, 2 de setembro de 2017

Quase um Romance - Megan Maxwell

Ler Megan Maxwell é sempre uma diversão. Os livros dela sempre tem tudo na medida certa ( tirando Peça-me né gente, quem leu sabe que la tem coisa que não é a medida certa nuncaaaaa kkkkk ... e que fique claro Peça-me é minha serie de livro favorita ta, isso não foi uma crítica rrss ).

Mas Megan traz em suas historias riso certo. Personagens divertidos e que sabem tirar o lado bom das coisas, ate mesmo quando tudo parece que vai dar errado.

Nesse livro conhecemos a historia de Rebecca e Paul. Ela uma advogada meio com o saco na lua com seu chefe machista, mas que se esforça muito no trabalho pra não causar problema pro mala machista. Ele um piloto de Moto GP que logo de cara se encanta pela mulher que primeiro, não faz a menor ideia de quem ele é, e segundo não fica babando em cima dele pra aparecer na mídia. Durante algum tempo o encontro sempre inusitado deles faz ele se interessar ainda mais por essa mulher que ta deixando o coitado sem dormir rrrss.

Rebecca adota uma cachorrinha e quando a filha de Paul a conhece fica enlouquecida, e é justamente a cachorrinha e a menina, que é encantadora, faz o casal ficar cada vez mais próximo. Fiquei com raiva da Rebecca durante alguns capitulos porque achei que ela agiu mau com o coitado do Paul, e quanto mais o livro ia se aproximando do fim, mas eu ficava nervosa, porque pensava... ai meu pai, a Megan vai terminar essa bixiga de livro e eu não vou gostar do final, como assimmmmm ???!!!!, rrss. Sorte que não, o final foi bem lindinho, a ponto de eu querer que tivesse mais uns 10 capitulos.

Leitura leve, sem aquela pegada bem quente que pra quem acha que todos os livros da autora são assim, não são, tem uma cena ou outra mais ousadinha, mas nada muito explicito, e acho que é isso que mais gosto nos livros da Megan. Tenho mais alguns na fila pra ler, e leio eles sempre num momento depois de ter lido algo mais ¨pesado ¨.

Até a próxima 😉





Sinopse : www.skoob.com.br 

Desde a perda dos pais e o fim de um relacionamento complicado, Rebecca tem levado uma vida solitária. No entanto, quando esbarra em Pizza – uma cachorrinha abandonada que parece precisar tanto de afeto quanto ela –, a jovem pressente que sua vida está prestes a mudar. Paul Stone é campeão de Moto GP, e pai de Lorena, uma menina encantadora que ele cria sozinho. Administrar a carreira e a família não é um trabalho fácil, ainda mais quando as mulheres em seu redor parecem interessadas apenas no piloto famoso, e não no homem real. Quando os dois se esbarram – com uma ajudinha de Pizza e Lorena –, Paul tem certeza de que encontrou o que vinha procurando há muito tempo. Já Rebecca não está assim tão disposta a abrir espaço em sua vida para uma nova relação, mas como resistir à amizade, aos sorrisos e aos olhares de Paul?

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Livros Lidos em Agosto

Achei que esse meu mês tinha sido enrolado pra leituras viu gente, ai hoje quando fui fazer a lista de lidos, vi que li muito mais do que imaginava...

Peguei uns livros difíceis de concluir, alguns por sua temática, outros por sua quantidades de páginas, mas o saldo foi bem bom no final das contas rs


Então vamos à lista, lembrando que resenhei todos aqui no blog ta


  1. Infiel - Ayaan Hirsi Ali 
  2. Um mais Um - Jojo Moyes 
  3. Devil´s charm  ( #1 Serie Chaos Bleeds ) - Sam Crescent 
  4. Ripper´s Torment (  #2 Serie Chaos Bleeds ) - Sam Crescent
  5. Curse´s claim ( #3 Serie Chaos Bleeds ) - Sam Crescent
  6. A sedução mais sombria ( #9 Série Os Senhores do Submundo ) - Gena Showalter 
  7. Namorado de Aluguel - Kasie West 
  8. Para Sempre Valentim ( Conto ) - Camila Moreira 
  9. Os Sombras ( #13 - Irmandade da Adaga Negra ) - J.R. Ward 
  10. Revenge (  #8 Serie The Skulls  ) - Sam Crescent
  11. Peregrino - Mark K. Shriver 




terça-feira, 29 de agosto de 2017

Peregrino - Mark K. Shriver

Quando ganhei esse livro de presente, fiquei pensando, puxa vida, a imagem que tenho do Papa Francisco é a imagem de um avô, muito querido, muito carinhosos e que adora abraçar seus netos, adora coloca-los no colo ( quando isso ainda é possivel ), ou sentar ao lado dos netos crescidos e contar histórias, ou simplesmente sentar junto e ficar ali, ouvindo os netos tagarelas falarem sem parar. E quando li a ultima pagina desse livro ainda continuei com essa impressão, com a diferença de que ele não era meu avô, mas o Papa.

Mark é um cara muito católico, nascido e criado dentro dos preceitos da religião católica desde sempre, e quando Jorge Mario Bergoglio se torna o Papa Francisco ele se vê tentado a ir conhecer a fundo a historia desse homem incrível que se tornou o Santo Padre.

Mark volta as origens de Jorge, o homem simples, nascido de uma familia onde toda base de sua educação, foi sua avó Rosa, que lhe ensinou tudo sobre amor ao próximo, resiliência, abnegação e  fé, principalmente fé. O Argentino de raizes italianas aprendeu desde cedo que a fé sim remove montanhas, que a fé  nos faz seres humanos melhores, e que acima de tudo a fé nos guia por caminhos que nem sempre são floridos, mas que nos faz acreditar que no fim pode haver sim flores. Fé não é religião ne gente, e apesar de Jorge Mario sempre ter sido um seminarista nato, ele nos faz entender que a fé pura e simples, liberta, auxilia e ampara.

Foi muito esclarecedor saber como Jorge Bergoglio se dedicou e muito pra se tornar um seminarista, um padre, um cardeal e um Papa total e completamente certo de sua vocação, espalhando o bem, o amor por onde quer que ele passe.

E pra mim, e livro fechou muito bem, porque Mark se questiona sobre toda a sua própria fé, conforme ele vai estudando mais e mais sobre Bergoglio , sua prórpia fé é coloca em cheque. E, quando Mark entende realmente a mensagem que o Papa se dispôs a espalhar pelo mundo desde que sua vida foi ¨tomada¨ pela vocação.

Eu avalei o livro no Skoob como 3 estrelas, mas não porque o livro é ruim, e sim porque em alguns momentos achei a narrativa meio cansativa. Alguns trechos poderiam ter sido mais concisos. MAs gostei muito de saber um pouco mais sobre a vida desse homem que nos encanta somente com sua presença.

Pra mim a simples imagem Papa Francisco me faz querer sentar perto dele, exatamente como se faz com um avô muito querido.



sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Os Sombras #13 ( Irmandade da Adaga Negra ) J.R. Ward

PAI AMADO DO CÉU... QUE LIVRO É ESSE ???? !!!!

Ward tava de mau do mundo é gente, quando escreveu Os Sombras...pelamor dos meus filhinhos. Tadinho do Trez... Tadinha da Selena... Nossinhora.

Quando eu peguei Os Sombras pra ler, eu sabia que o livro era choradeira pura, azamigas que me convenceram a finalmente ler a Irmandade já tinham me avisado, sem dar nenhum spoiller, que era bom eu ler o livro com uma caixa de lenços, pra eu me preparar porque vinha porrada de emoções por ai. Mas eu jamaisssss poderia imaginar que essas emoções me deixariam de cara inchada, de nariz entupido, com o rosto vermelho ao ponto de não enxergar as letrinhas do livro por conta das lágrimas .... Que dureza foi ler Os Sombras!!!!

Como sempre a mestra da Ward arrasou em mais um volume dessa série tão amada. Historia toda bem amarrada, muitos personagens aparecendo e contando sua historia. Matei saudades do Rhage e da Mary que andavam meio sumidos. Ri muito, mais uma vez,  com aquele anjo maluco do Lassiter, já to sofrendo com a Layla e o XCor ( e confesso que não vejo a hora de ler o livro deles, porque a curiosidade tá me matando ), mas também finalizei a leitura com uma pulguinha atras da orelha pra saber o que sera de Paradise, Luchas ( medoooooo desse irmão do Qhuinn ), Assail, ahhhh Assail ta sofrendo demais de falta da sua Sola ( ja sei que logo vem livro dele por ai ). Agora vamos aos Sombras verdadeiramente.

Trez e iAm sempre foram um enigma pra mim. Desde que eles apareceram ficava me perguntando o que tem esses dois irmãos, que tão sempre juntos, iAm sempre, sempre livrando Trez das presepadas
que ele se metia,e esse tal destino de Trez de se juntar a Rainha dos Sombras por ter nascido o Ungido, e ser o  macho alfa da raça com pura função de procriação sempre foi uma coisa que eu me perguntava. Ai apesar de toda sofrência desse livro, foi lindo demais ler e entender o que era a vida deles. Só achei que a Ward ia explorar mais a vida deles pequenos, enquanto prisioneiros do s´Hisbe, mas também , conforme voce vai lendo as 600 e tantas paginas vai entendendo que não fez falta nenhuma saber da vida deles antes de serem quem são.

Fiquei muito, mas muito tocada mesmo com a relação desses irmãos. iAm abriu mão da própria vida por causa de Trez. Totalmente celibatário ( quase um Phury ), nunca pensou em si, nunca se uniu à uma fêmea, enquanto Trez usufruiu de todas que via pela frente. E quando pela primeira vez iAm se vê interessado numa fêmea, e ele descobre quem ela é, fiquei foi com muita dó dele, isso sim. Agora maichen ou Catra como é seu verdadeiro nome, faz da sua vida, da vida de iAm e todos que os cercam total e completamente diferente, ai é de se entender porque iAm ficou puro e casto por mais de 100 anos ( lembrei da Marissa e toda sua castidade à espera do Butch mais lindo viu gente rrss )

 Mas, fala sério, por que Ward judiou assim do Trez? e da Selena? Tudo bem que Trez era meio puto ne, dormindo com tudo que é mulher só pra deixar de ser puro e não ter que cumprir seu dever no Reino dos Sombras com a Rainha escolhida pelo mapa astral ( fala sério ne rrss ), mas Ward judiou muito desses dois. Primeiro faz o homem cair de quatro por sua linda Serena, morrer de amores, dizer que vai amar a Escolhida pra sempre, e depois faz o que faz. Sofri tanto com o sofrimento deles dois. Chorei tanto. Agora morri mesmo foi durante aquela cerimônia. Fiquei imaginando Rhage abraçando o Sombra, segurando as pontas com o homem arrebentado, sofrendo e cheio de amor no coração pra sua Escolhida destemida e sem amarras. Lindo demais os dois juntos. Não vou ficar escrevendo muito porque não quero dar spoiller pra quem, assim como eu, ainda não tinha lido, eu gostei de ler no escuro, sabendo que ia sofrer mas não porque ou por quem..

Sorteeeee que a Ward caprichou naquele final, chorei de novo, mas ai foi de felicidade (rs). Saber que iAm e Trez sabem o verdadeiro significado da palavra Irmão. Que eles e só eles sabem o que sofreram mas que graças ao fato de terem conhecido Rhevenge e aos guerreiros da Irmandade eles se sentem parte de uma familia ( que não foi aquela do qual nasceram, mas sim aquela que os receberam, que os acolheram, que os deram o que nunca receberam de ninguém), fez meu coração bater mais forte.
Irmão - substantivo masculino
  1. 1.
    aquele que, em relação a outrem, é filho do mesmo pai e/ou da mesma mãe.
  2. 2.
    pessoa a quem alguém se liga para um fim comum ou ajuda mútua ou a quem se considera unido por sentimentos de fraternidade universal.


O que mais me encanta nessa série se resume nessa definição do Substantivo Masculino. Essa Irmandade entre os guerreiros, suas shellans, seus companheiros de batalha, me deixam  mais apaixonada por essa série Maravilhosa.

Agora vou respirar um pouco pra poder ler A Besta, porque quero chegar logo no livro do XCor.




Sinopse : www.skoob.com.br

Dois irmãos, ligados por algo maior que o laço de sangue, lutam para evitar um destino brutal. Trez "Latimer" não existe de fato. E não só porque essa identidade foi criada para que o Sombra pudesse viver no mundo humano. Trez fugiu de sua prisão no palácio dos Sombras há anos, e agora vive em Caldwell como cafetão, sempre tentando evitar seu fatal destino como escravo sexual da rainha. Ele nunca teve em quem confiar de verdade... a não ser no irmão, iAm. 

O único objetivo de iAm sempre foi impedir que o irmão se autodestruísse, e ele sabe que fracassou nisso. Só depois que Selena, uma Escolhida, entra na vida de Trez, é que o macho começa a dar a volta por cima; porém, é tarde demais. Chegou a hora de cumprir a profecia de se compromissar com a filha da rainha, e Trez não poderá fugir ou se esconder, e não há como negociar. 

Encurralado entre o desejo de seu coração e um destino que nunca aceitou, Trez deve decidir se põe a si mesmo e aos outros em perigo, ou se esquece para sempre a fêmea amada. Após uma tragédia inimaginável, da beira do seu abismo emocional, Trez precisará encontrar um motivo para continuar ou se arriscará a perder tudo, inclusive a alma. Será que iAm, em nome do amor fraterno, aceitará realizar um derradeiro sacrifico em lugar do irmão?